Lançamento do livro "A Voz dos Meus Olhos", vencedor do Prêmio Literário Sesc Criança

Presidente da Fecomércio, Diretora Regional do Sesc e Secretário de Educação de Florianópolis e chefe da Divisão de Bibliotecas participam do evento no Sesc Prainha


19/04/2023 - Atualizado em 03/05/2023 - 1135 visualizações

Na data em que se comemora o Dia do Livro Infantil, o Sesc-SC lançou o livro "A Voz dos Meus Olhos", vencedor da segunda edição do Prêmio Literário Sesc Criança. 

O evento realizado na Biblioteca do Sesc Prainha, teve a presença da escritora Cynthia Valente e do ilustrador Fernando Zenshô que, acompanhados dos filhos, responderam às perguntas dos pequenos leitores da Escola Sesc, do Instituto Estadual de Educação e da Creche Celso Ramos.

A abertura da programação foi feita pelo Presidente da Fecomércio, Hélio Dagnoni; pela Diretora Regional interina do Sesc, Simone Karla Rocha Batista; pelo Secretário Municipal de Educação de Florianópolis, Maurício Fernandes Pereira e pela chefe Divisão de Bibliotecas das Escolas Municipais, Waleska Franceschi.

O presidente da Fecomércio, Hélio Dagnoni, explica que o livro foi distribuído aos membros do Conselho da entidade e às bibliotecas do Sesc em todo Brasil, além de instituições e escolas municipais. 

O presidente da Fecomércio destacou a importância de iniciativas como o Prêmio Literário Sesc Criança para estimular a revelação de escritores catarinenses e  a promoção da literatura infantil no estado. Ele recebeu um exemplar autografado pelos autores e informou que o título está sendo distribuído para bibliotecas municipais, instituições e para Unidades do Sesc em todo Brasil.

A bibliotecária do Sesc Prainha, Verônica Rocha, narrou a história e apresentou as ilustrações para o público formado por frequentadores da biblioteca, estudantes, escritores e aspirantes a escritores, equipe da Secretaria Municipal de Educação e convidados especiais dos autores do título, entre familiares e amigos.

Presença especial

A troca entre os olhares da mãe, Cynthia Valente, com o filho, Caiano, explica como nasceu a narrativa vencedora do Prêmio Literário Sesc Criança.  A linguagem estabelecida entre os dois é tão forte, que supera qualquer vocalização. Embora não se expresse verbalmente, Caiano diz muito.  

E ele mostrou isso no evento de lançamento do livro, diante de todo o público do Sesc Prainha. Agradeceu as palmas, cheio de orgulho da mãe, com muitos sorrisos, mostrando que, mais que lirismo, as frases do livro descrevem, na verdade, o cotidiano dele com a mãe solo e o irmão Ian. 

A voz narrativa no livro é do próprio Caiano. Ele solta as palavras que só os corações mais sensíveis podem ouvir. Cynthia é professora de literatura da Universidade Federal de Santa Catarina e tem outros livros publicados como "Juca na Bicicleta". 

"A Voz dos Meus Olhos" foi inspirado na relação dela com o filho Caiano, de 13 anos, que tem paralisia cerebral. Ele emite sons, mas não fala. Pelo menos não da forma convencional.

"Para você perceber o que ele quer você tem que prestar atenção no que ele olha e como ele responde sorrindo, ou deixando de sorrir. Ele é extremamente expressivo e se comunica assim na escola, com os amigos, é uma criança muito carismática, vive rodeado de crianças".

Na busca pela autonomia de Caiano, para que mais pessoas possam ouvir tudo o que ele tem a dizer, Cynthia está em busca de uma solução tecnológica, capaz de intermediar essa leitura. A ideia do livro surgiu exatamente após um longo dia de investigação e busca nesse sentido. Quando parou para ver o celular, se deparou com a notícia do Prêmio Literário Sesc Criança.

"Olhei para o Caiano que já estava dormindo e escrevi o texto... O texto surgiu do que ele estava me dizendo, é como se eles tivesse narrando para mim".

"A Voz dos Meus Olhos" é mais sobre escutar do que sobre falar. Sobre a importância de estar atento e aberto para entender a criança além das palavras. Muitas pessoas falantes não conseguem se comunicar com quem amam, não conseguem dizer o que realmente sente.

Esse não é o caso do Caiano. Ele sabe falar muito bem para quem está pronto para escutar a voz dos seus olhos.

Narrativa visual

A ilustração foi feita manualmente em aquarela. Após várias conversas do ilustrador Fernando Zenshô com a escritora Cynthia Valente, vídeos com o filho Caiano, que inspirou a obra e observação de detalhes do cotidiano da criança, Zenshô capturou elementos e detalhes que enriqueceram (ainda mais) a poética do livro. 

A gatinha Serena, a música, o All Star vermelho, os brinquedos que fazem Caiano abrir seu largo sorriso, conduzem o leitor ao seu universo particular.

O trabalho do ilustrador considerou todo o contexto, indo além do texto, inserindo novas informações sobre a história que vão sendo reveladas, aos poucos, pelos desenhos. Trabalhar o universo imagético e interior do menino somou à obra e transformou o livro nesse primor que merece ser lido e relido muitas vezes.